sexta-feira, 29 de junho de 2012

Greve UFSCar - Sorocaba - CAMINHADA CULTURAL

Na tarde destssa quinta-feira, 29, estudantes, professores e técnicos administrativos da UFSCAR em greve reuniram-se para uma passeata pelas ruas de Sorocaba em favor da educação pública universitária.

A "Caminhada Cultural" reuniu cerca de 400 pessoas na Praça Nove de Julho que seguiram pelas ruas do centro de Sorocaba rumo à Praça São Bento.

Durante o  percurso gritos de ordem contra o Governo Federal foram feitos em coro pendido mais recursos para a universidade e valorização do trabalho de professores e técnicos-administrativos. No percurso da caminhada houve vários gritos de apoio da população, vindo de buzinas de motoristas que passavam pelo local e pedestres que recebiam panfletos informativos sobre a menifestação.






Os manifestantes também percorreram os calçadões comerciais do centro de Sorocaba e finalizaram a manifestação na Praça São Bento, local em que ocorreu a "Aula de Cidadania", sob os gritos "Hoje a aula é na rua. Dilma, a culpa é tua!!"

No campus de Sorocaba da UFSCar houve a paralisação de professores e técnicos-adminsitrativos que reivindicam a recomposição salarial desde 2008. O movimento grevista também ocorre em todo o país atingindo 55 das 57 Universidades Públicas Federais.

4 comentários:

  1. Vide:
    http://globaltalentstrategy.com/en/article/worlds-most-difficult-places-to-hire-173

    Pergunto: Quem tem que entregar o produto? Por acaso é o governo que está dentro da sala de aula vestido de jaleco e com giz na mão?

    Que tal acabarmos com a estabilidade no emprego público e assim resgatarmos a meritocracia e pagarmos bem somente para aqueles que tem condições ( mérito e competência) para exercer o magistério?

    Ultima pergunta: Quantos alunos/ "professores e técnicos" existem na UFSCAR? É pouco ou é muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado,

      A universidade pública preocupa-se com formação humana e profissional. Pessoas não são produtos! Educação não é mercadoria, a não ser na visão daqueles que a veem como negócio lucrativo, enxergando qualidade como resultados práticos: formação de mão de obra para suprir o mercado!

      Educação é muito mais que formar para o mercado. A passeata dessa queinta-feira mostrou um número significativo de pessoas que se preocupam com a educação, seja na valorização dos profissionais trabalham, seja na alocação de mais recursos que possam melhorá-la ainda mais.

      A ironia do discurso "privativista" é que não conseguem superar a tão almejada qualidade nos cursos que gerenciam nas IES particulares, a não ser nos raros casos em que alunos tem que pagar mensalidades com valores exorbitantes, a final de contas o lucro deve sempre prosperar. No final das contas sempre dão predileção por alunos formados pelas universidades públicas. Por que será?

      Acredito que o discurso que você impõe é desatualizado e fora do contexto atual, principalmente frente ao caos econômico que as instituições financeiras vem vivenciando no mundo nos últimos anos, tendo que ser socorridas pelo Estado. Foi assim nos Estados Unidos em 2008 e é assim na Europa. No Brasil isso já ocorreu, principalmente nas instituições particulares que tiveram o socorro imediato com o PROUNI e, atualmente, com o NOVO FIES. Será que o modelo "privado" é mesmo o adequado para a Universidade Pública?

      São informações importantes para qualquer universitário, que possivelmente você desconhece e, se tivesse participado ontem da nossa "Caminhada Cultural" teria feito bom proveito disso. Foi uma pena você não ter participado, pois aprenderia muito!
      Todavia, percebo que é assíduo neste blog e provavelmente saberá dos próximos eventos, razão pela qual, convido-o a participar de nossas manifestações.

      Excluir
    2. E vou continuar, pois somente estou querendo ajudar a melhorar o nível da nossa educação e fazer as nossas universidades subirem no ranking das melhores do mundo através da eliminação dos FALSOS "TENURES" que não tem Valor de Uso (aqueles realmente capacitados, que sabem e gostam de ensinar alunos e fazer discípulos). Já faço minhas caminhadas culturais na Rockewell International (vide www.Meritor.com e www.rockwellautomation.com)que é a primeira em ética do munddo e está entre as 18 mais inovadoras do mundo, logo, preciso muito pouco de vocês já que temos um VLC ( virtual Learning Center) com mais de 2 mil cursos ligados às melhores instituições do mundo).
      Por favor, entenda-me, mas somente estou querendo ajudar e compartilhar conhecimento, experiências e tempo, pois sei do nosso potencial, mas também sei porque perdemos os nossos departamentos de P&D para as matrizes devido aos cartéis e entidades de classes que imperam no Brasil e que não existem nos países desenvolvidos onde se privilegia o mérito e a competência e não o corporativismo vigente no Brasil que está prejudicando o nosso sistema educacional.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir