sexta-feira, 15 de julho de 2011

30 UNIVERSIDADES RETOMAM A GREVE E O GOVERNO VAI ENROLANDO...

Segundo a FASUBRA em seu informe que greve nº 09, de 14/07/2011, até O o dia de ontem 30 confirmaram a adesão ao movimento de grevista iniciano no dia 06 do mês passado.

Estão contabilizadas nesse número inclusive a Universidade Federal do Acre e Universidade Federal de Goiás, cujo posicionamneto anterior era pela suspensão, porém acataram a deliberação do comando nacional.

Há ainda 20 universidades que mantem-se em estado de suspensão de greve ou que não aderiram ao movimento. Espera-se que o movimento retome a força crescente que seguia ao longo do mês e atinja o maior número de instituições. Somente com a união de toda a categoria poderemos pressionar por nossas conquistas.

Os diretores da Sinasefe reuniram-se ontem com a FASUBRA, a fim de comentarem sobre a reunião realizada com o MPOG. Segundo os diretores, o Governo deixou margem para que se conclua que não há destinação de recursos no orçamento de 2011 para o funcionalismo, e também que não há perspectiva de reajuste salarial para 2012.

O Secretário de Recursos Humanos do MPOG, Duvanier Paiva, não compareceu à reunião, encaminhando como represetante do Ministério a Sra. Marcela Tapajós.

De acordo com Valmir Lima, quando perguntada acerca da participação da FASUBRA com observadora nas reuniões, a representante do MPOG voltou a reafirmar que só haverá negociação com a Federação caso a greve seja suspensa.

Ontem o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, através de ofício, cancelou a reunião que seria realizada com as várias categorias do serviço público federal alegando "necessidade de ajustamento da agenda", remarcando a reunião para 21/07.

Percebe-se claramente que mesmo para as outras entidades sindicais que negociam com o governo não há avanços. A impressão que se dá é que o Sr. Secretário, representante dos interesses do governo, tenta "empurarrar com a barriga" a negociação com todas as categorias e, quando chegar agosto, caso apresentem uma proposta, não será passível de discussão diante do final do prazo para fechamento do orçamento.

Não vamos engolir mais essa! A GREVE TEM QUE CONTINUAR!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário