quarta-feira, 15 de junho de 2011

:: CAIU A MP-520 : FASUBRA MANTÉM CONQUISTA HISTÓRICA!

Em sessão tumultuada, que se estendeu até a madrugada deste dia 02, a oposição conseguiu derrubar a MP-520 (PLV 14/11), que colocava em risco o funcionamento dos hospitais universitários, contrariando a tudo que a FASUBRA propõe para essas unidades, nas quais trabalham vários (as) companheiros (as) integrantes da categoria dos técnico-administrativos em educação.
A FASUBRA envidou todos os esforços possíveis para barrar essa MP e, nesse sentido, realizou seminários, encontros e debates por todo o país, além de buscar aliados (as), junto às demais categorias dos servidores públicos federais e em todas as instâncias deliberativas, entre as quais se destacam o STF e o próprio parlamento, contatando deputados (as) e senadores (as).
Até a manhã do dia 31, véspera da votação da MP no senado, a FASUBRA ainda acreditava na possibilidade de reverter a situação que ocorrera na câmara, com a aprovação em rito sumário e apostou, mais uma vez, na sua capacidade de luta e resistência. Nesse sentido, através de suas coordenações, contatou senadores (as), entregando documentos e esclarecendo a necessidade de barrar a tal medida e reivindicando, na pior das hipóteses, que o nome da Federação fosse retirado dos conselhos administrativo e consultivo, conforme havia sido incluído pelo relator, sem seu conhecimento e autorização.
Durante o pronunciamento de alguns senadores (as), tanto o nome da FASUBRA, como de algumas entidades de sua base, foram mencionados, fundamentando suas análises e respaldando suas posições contrárias à MP-520, o que prova a importância do trabalho e dos esforços empreendidos pela Federação no parlamento, até o último momento.
A estratégia utilizada pela oposição, de esticar o debate até o limite da sessão, funcionou para que o tempo regimental fosse esgotado, culminando com a queda da MP, para satisfação de todos (as) que lutaram por sua derrubada.
Dessa forma, a FASUBRA ao lado de todos seus aliados (as), nessa difícil empreitada, sente-se vitoriosa e avalia que, como protagonista no processo de resistência e luta, desempenhou papel de fundamental relevância para que essa ameaça de privatização dos HUs chegasse a esse merecido desfecho.
No entendimento da FASUBRA deve-se festejar, mas continuar vigilantes para novos possíveis ataques, que poderão, ainda, surgir de outras formas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário